Sobre comer o que a terra te oferta

agosto 12, 2017
Esta semana meu namorado e eu decidimos começar a comprar alimentos de produtores rurais autônomos. Aqui em São Carlos existem vários pequenos agricultores que participam das feiras, das cooperativas e da economia solidária. Muitos desses produtores, inclusive, são pessoas que estudaram na UFSCar, e que desistiram da carreira ou conciliam a carreira com o trabalho na terra. Inclusive, descobri alguns meses atrás que uma família para quem eu dou aula, é produtora de cogumelos comestíveis (shitaki, shimeji, paris) ♥ Ou seja, tem muita gente plantando alimentos por aqui!

Compramos uma cesta, e aproveitamos que estamos de férias para cozinhar!
🌱

Algumas pessoas fazem crítica (sempre disfarçada de preocupação com a minha saúde) por eu ter parado de comer carne, e fazem aquelas piadas típicas de quem morre de medo de um dia não poder comer um churrasco no final de semana; mas não sabem que quando eu comia carne eu só me alimentava de arroz, feijão, batata e carne - que podia ser salsicha ou nuggets. Nessa época, ninguém se preocupava. Por que será?

Desde que parei de comer carne (existem recaída, confesso, e isso faz parte do processo) tenho buscado me alimentar melhor, comer alimentos que eu não comia, e mesmo quando eu não gosto a princípio, eu insisto até descobrir e me permitir gostar. É incrível como o paladar muda!

E a cesta foi tão maravilhosa que o prato de salada até combinou com a toalha da mesa:

Alface e rábano orgânicos  

Não é o prato mais colorido, mas vejam só:

Arroz: Arroz branco com lentilha, linhaça, rábano (org.) e salsinha (org.) - basta fazer o arroz como de costume, e incluir os outros grãos, o rábano (que é um primo do rabanete) e a salsinha. Para cozinhar tudo, é necessário colocar um pouco mais de água do que a medida normal do arroz. Ao invés de sal, eu usei açafrão da terra que já deixa um gostinho a mais!

Feijão: Feijão com vagem (org.) - o feijão foi feito normalmente. A vagem eu fritei com um fio de azeite com alho e shoyo light. Antes de a vagem ficar muito mole (e o verde perder a cor), eu parei de fritar e coloquei no feijão. O restante do cozimento foi feito enquanto eu esquentava o feijão para engrossar o caldo.

Macarrão: Macarrão com molho branco com espinafre (org.) - macarrão e molho branco feitos normalmente. O espinafre foi cozido e depois refogado com alho. Depois foi só misturar tudo!

Batata com inhame: Batata com inhame (org.) e tomate na mostarda - cozinhei as batatas e o inhame até ficarem bem cozidas. Cortei em fatias um pouco grossas para não desmanchar, e dourei em uma frigideira com manteiga. Na mesma frigideira, joguei os tomates picados, e temperei com mostarda e pimenta do reino.

Farofa: Farofa de soja - deliciosa farofa que mamãe comprou no mercado para mim, rs :)



É tão gostoso preparar a própria comida, sabendo que você não precisou tirar a vida de nenhum outro ser! Sei que ainda tenho uma estrada longa no vegetarianismo antes de chegar no veganismo, e que eu preciso aprender muito sobre os alimentos e sobre a alimentação para me manter fisicamente saudável e emocionalmente satisfeita; mas ver esse prato com tanta diversidade de alimentos me deixa cheia de orgulho! Eu que nunca me imaginei comendo nada disso!

E tudo isso fica ainda tão mais gostoso quando você sabe que você esta comendo algo que foi plantado por alguém que tem um profundo amor pela terra e pelos alimentos! Mais do que nutrir e alimentar o corpo, a sensação foi de ter ficado com a alma profundamente alimentada!

Que encontro feliz!

2 comentários:

  1. Aqui onde moro que eu saiba, só existe uma pequena feira de produtores autônomos, eles vendem orgânicos, o problema é que os produtos são muito caros. Mas, acho super válido quando temos a oportunidade de comprar diretamente de quem planta, isso dá reconhecimento a esses trabalhadores e traz mais saúde à nossa mesa não é mesmo?
    Achei os pratos lindos mesmo sem carne :) É legal quando a gente encontra a felicidade em algo simples, como preparar sua própria refeição e come-la. Ahh... seria interessante vc nos trazer um post sobre como prepara seus alimentos, como lava as verduras e legumes pra que não percam o valor nutricional. Não sou vegetariana, mas gosto do assunto ;)
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  2. Socorro, fiquei morrendo de fome vendo essas fotos e as descrições dos ingredientes *-* amo comer coisas da terra! Ainda não tenho um local onde eu possa comprar direto de quem planta, mas estou à procura!

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir

Comentar é espalhar amor ♥

Tecnologia do Blogger.